Google promete US$ 12 milhões em financiamento para grupos de direitos civis

A empresa se junta a uma onda de gigantes da tecnologia prometendo ajudar a combater a injustiça racial.

O Google dará US$ 12 milhões em financiamento para grupos que trabalham para lidar com iniquidades raciais, disse o CEO Sundar Pichai na quarta-feira em um e-mail para os funcionários. A gigante de buscas é um dos vários gigantes da tecnologia que prometeram fundos para grupos que lutam contra a injustiça racial após a morte de George Floyd provocou protestos em todo os EUA.

“Nossa comunidade negra está sofrendo, e muitos de nós estamos procurando maneiras de defender o que acreditamos e alcançar as pessoas que amamos para mostrar solidariedade”, disse Pichai. “Apoiar organizações dignas é um passo na direção certa, mas não é um substituto para fazer o trabalho mais difícil pela frente, dentro e fora do Google.”

O Google dará as primeiras doações de US$ 1 milhão cada para o Centro de Igualdade de Políticas e a Iniciativa de Justiça Igualitária. O Google disse que doou US$ 32 milhões para a justiça racial nos últimos cinco anos.

O YouTube, de propriedade do Google, também prometeu uma doação de US$ 1 milhão em um tweet no sábado.

Junto com a doação, a gigante das buscas disse que está realizando um minuto e 46 segundos de silêncio na quarta-feira para honrar as memórias de Floyd e outras vidas negras perdidas.

Floyd, um homem negro desarmado de 46 anos, morreu depois que um policial branco enfiou um joelho no pescoço por 8 minutos e 46 segundos. O policial foi demitido e foi acusado de assassinato.

O Google também planeja “trabalhar em estreita colaboração com nossa comunidade negra para desenvolver iniciativas e ideias de produtos que apoiem soluções de longo prazo”, disse Pichai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.