Breaking News

Biden convida cerca de 110 países para a Cúpula Virtual sobre Democracia

O presidente Joe Biden convidou cerca de 110 locais internacionais para uma cúpula digital sobre democracia em dezembro, junto com os principais aliados ocidentais, mas também Iraque, Índia e Paquistão, de acordo com uma lista postada no site do Departamento de Estado na terça-feira. A China, principal rival dos Estados Unidos, simplesmente não é convidada, enquanto Taiwan é – uma transferência que pode irritar Pequim. A Turquia, que como a América é membro da OTAN, pode faltar na lista de verificação de membros.

Entre as localidades internacionais do Oriente Médio, apenas Israel e Iraque acontecerão dentro da convenção on-line, programada para 9 a 10 de dezembro. Aliados árabes tradicionais dos Estados Unidos – Egito, Arábia Saudita, Jordânia, Catar e Emirados Árabes Unidos – não serão convidados. Biden convidou o Brasil apesar de seu próprio presidente, Jair Bolsonaro, ter sido criticado por ter uma tendência autoritária e ser um defensor de Donald Trump da agência.

Na Europa, a Polônia foi convidada para a cúpula, apesar da rigidez persistente com a União Europeia em seu arquivo de direitos humanos. A Hungria, liderada pelo primeiro-ministro nacionalista de linha dura, Viktor Orban, não foi convidada.

Na África, a República Democrática do Congo, a África do Sul, a Nigéria e o Níger estão entre os muitos locais internacionais na lista de verificação. Ao reafirmar a cúpula em agosto, a Casa Branca declarou que a assembléia “provocaria compromissos e iniciativas em três temas principais: defesa contra o autoritarismo, prevenção da corrupção e venda do respeito aos direitos humanos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *