Banco Central da Indonésia atingido por ataque cibernético

A instituição financeira central da Indonésia foi atacada por ransomware, mas a ameaça do ataque foi mitigada e não teve efeito em suas empresas públicas, afirmou o porta-voz do Bank Indonesia Erwin Haryono na quinta-feira.

“Fomos atacados, mas até agora tomamos medidas preventivas e, mais significativamente, as empresas públicas do Bank Indonesia não foram interrompidas em nenhum aspecto”, disse Erwin a repórteres, acrescentando que o ataque ocorreu no mês passado e as operações de recuperação foram conduzido.

LEIA TAMBÉM: Influenciadores do Instagram, é assim que os hackers podem torná-lo ‘pobre’

A DarkTracer, uma plataforma que monitora e rastreia atividades maliciosas online, disse na quinta-feira que o Bank Indonesia estava em uma lista de alvos de cibercriminosos usando um software malicioso apelidado de ‘Conti’.

O software de resgate funciona criptografando os dados das vítimas e, normalmente, os hackers oferecem uma chave em troca de pagamentos em criptomoeda que podem chegar a centenas de milhares ou até milhões de dólares.

Se a vítima resistir, os hackers podem ameaçar vazar dados confidenciais em uma tentativa de aumentar a pressão sobre a pessoa ou organização.

Em 2016, o Bank Indonesia estava entre vários bancos centrais que enfrentaram ataques cibernéticos, embora as autoridades tenham dito que nenhum dinheiro foi perdido nos ataques, que foram principalmente tentativas de DDoS (Distributed Denial of Service).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.